Gírias do Rio Grande do Norte: confira a lista com as mais populares

4 minutos para ler

Você já ouviu alguém falar “cabido”, “gangueiro”, “eita píula” e “estribado”? Essas são algumas das principais gírias do Rio Grande do Norte, um lugar que é conhecido em todo o mundo pelas belíssimas praias e que apresenta um fascinante caldeirão multicultural devido à história e à mistura de povos na região.

Adiante, você entende por que é interessante conhecer o significado das gírias potiguares mais comuns e observa um pequeno dicionário, para entender melhor o linguajar popular desse verdadeiro Caribe brasileiro. Continue a leitura e descubra outras informações relevantes sobre o tema!

Por que é interessante aprender o significado de gírias potiguares?

A história do Rio Grande do Norte remete à miscigenação entre indígenas, europeus e negros, o que resultou em um caldeirão cultural. Para você ter ideia, o estado, que hoje é habitado por 3,4 milhões de pessoas, foi inicialmente alvo de disputa entre franceses, holandeses e portugueses, sendo finalmente colonizado por Portugal no século XVII.

A capital Natal, por exemplo, tem muitas influências dos povos indígenas e da colonização portuguesa, com marcas que podem ser notadas na língua. Vale a pena conhecer o significado das gírias potiguares mais populares para enriquecer o seu vocabulário e facilitar a compreensão de algumas particularidades sobre o modo de se comunicar nesse lindo estado nordestino.

Quais são as principais gírias do Rio Grande do Norte?

Até aqui, você sabe que o Rio Grande do Norte tem um rico vocabulário regional, mas quais são, afinal, as principais gírias potiguares? Listamos as mais comuns adiante, desde “bexiga taboca” até “arrudiar”, passando por “balaio de gato” e “gangueiro”!

Aperrear

“Aperrear” pode ser usado para se referir a cães, mas, no Rio Grande do Norte, a palavra é utilizada para mostrar que alguém está aborrecido, sendo sinônimo para “incomodar” e “atanazar”.

Bexiga taboca

Essa é uma expressão típica do Rio Grande do Norte, bastante usada para indicar muita raiva, ira e até fúria em relação a alguma pessoa ou situação.

Arrudiar

“Arrudiar” é quando a pessoa está dando voltas, tanto literalmente (“Maria está arrudiando a casa”) quanto de maneira metafórica (“Na conversa, Maria só ficou arrudiando e não chegou a nenhuma conclusão sobre o assunto”). 

Balaio de gato

“Balaio de gato”, expressão popular que já virou tema de música, significa confusão, desordem, encrenca e embaraço.

Avexar

A palavra “avexar”, que também pode ser usada como “vexar”, é um adjetivo sinônimo para humilhado e envergonhado.

Bagana

“Bagana” é como muitos potiguares chamam uma ponta de cigarro ou charuto usados.

Cabido

O adjetivo “cabido”, muitas vezes, é utilizado para designar alguém intrometido.

Gangueiro

No Nordeste, o adjetivo “gangueiro” está muito relacionado a quem representa determinado grupo ou gangue, podendo designar, por extensão, quem usa calças largas e tem ginga.

Eita píula

A expressão “eita píula” é um símbolo do Rio Grande do Norte, sendo utilizada para expressar uma admiração e demonstrar uma intensa impressão sobre algo ou alguém.

Estribado

No Rio Grande do Norte, “estribado” é um adjetivo que define quem tem muito dinheiro, remetendo à época na qual as pessoas ricas andavam a cavalos com estribos, peça que dá apoio para o cavaleiro montar no animal.

Neste artigo, você aprendeu sobre as curiosidades do linguajar potiguar, com uma série de gírias do Rio Grande do Norte que são bastante usadas pela população local. Vale a pena conhecer essa riqueza da língua, que também ajudará você a se comunicar melhor quando visitar esse maravilhoso estado do Nordeste.

Gostou do texto? Ajude os seus amigos a conhecer as gírias mais populares no RN. Compartilhe este post nas redes sociais!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário