facebook

Pensando em uma viagem para casal? Visite o Caribe do RN

5 minutos para ler

Se você é um leitor assíduo do nosso blog — e esperamos que seja! —, já sabe que a praia de Maracajaú é considerada o Caribe do Rio Grande do Norte, não é mesmo? Além de ser uma ótima opção turística para qualquer idade, é um destino incrível de viagem para casal que desejam viver uma experiência inesquecível no litoral nordestino. 

Localizada no município de Maxaranguape, litoral norte do estado, a aproximadamente 62km de Natal, esta pequena vila de pescadores possui paisagens incomparáveis por causa de suas águas cristalinas e de seus famosos parrachos, que nada mais são do que recifes de corais. Encontrados a 7km da costa, oferecem uma excelente oportunidade de explorar um imenso ecossistema marinho.

No post de hoje, trazemos algumas atividades super interessantes para os casais que visitam a praia de Maracajaú, que, para além dos corais, conta com lindas dunas, lagoas formadas pela água da chuva e falésias a serem conhecidas, experimentadas e fotografadas pelos turistas que embarcam em uma viagem para casal. Confira!

O que fazer em uma viagem para casal em Maracajaú?

Já vimos que a principal atração da região é conhecer os parrachos, já que essas formações de corais se estendem por cerca de 13 quilômetros quadrados e oferecem um cenário deslumbrante para os visitantes. Além das fotos incríveis que podem ser tiradas na região, especialmente quando tiradas de cima, por meio de drones, também é possível levar lembranças dos mergulhos realizados na área – quando a maré está baixa, formam-se piscinas naturais convidativas para mergulhos, flutuações e muitas recordações fotográficas.

Os mergulhos são a principal atividade turística nos parrachos, visto que proporcionam interação com peixes, crustáceos e moluscos, oferecendo um contato próximo com a natureza sem causar impactos significativos no ecossistema ali presente. Toda a costa de corais de Maracajaú é considerada uma das maiores Áreas de Proteção Ambiental do Brasil desde 2001 e, além disso, os parrachos de Maracajaú são considerados um dos dez melhores lugares no Brasil para a prática de mergulho.

Em relação aos mergulhos, eles podem ser meramente recreativos, utilizando snorkel e máscara, equipamento básico para a prática, assim como podem ser realizados na modalidade ‘autônoma’, que permite conhecer a flora e a fauna marinha de maneira mais aprofundada. Outra opção é realizar o mergulho ‘de batismo’, com o uso de roupas especiais para mergulho e cilindros, além do acompanhamento de um instrutor.

Durante sua viagem para casal, há também a possibilidade de mergulhar com o seabob, que é como uma scooter subaquática, proporcionando liberdade ao turista que quer conhecer todos os cantinhos subaquáticos com pouco esforço: com esse equipamento, fica mais fácil se deslocar pela água.

E como chegar na região dos mergulhos?

Para chegar até a região dos mergulhos, o trajeto é feito através de lanchas ou de catamarã, que sai da praia quando a maré está baixa e retorna quando ela sobe. Este passeio dura cerca de duas horas e, durante esse período, é possível tomar drinks e fazer refeições nas embarcações e decks que ficam atracados em alto mar. 

Os barcos que realizam esse trajeto recebem suporte e treinamento do governo para orientar os turistas em relação aos cuidados necessários na região, regulamentando o turismo. Justamente por isso, é cobrada uma taxa ambiental de preservação, assim como é limitada a quantidade diária de pessoas que podem visitar os parrachos.

Outro ponto turístico importante da região é o farol de Tereza Pança. Construído em 1939, leva o nome de um navio italiano que naufragou na região, que na verdade se chamava Tereza Panci.

Para além dos parrachos, as dunas de Maracajaú também merecem uma visita. Neste caso, é sugerido realizar o passeio de buggy, mas esse trajeto também pode ser feito a cavalo, quadriciclo ou até mesmo a pé, durando de 45 minutos a até 4 horas. As dunas também são uma ótima área para a prática de sandboard.

Não menos importante é o passeio no General, um caminhão 4×4 que vai até o Rio Piracabus, onde você pode relaxar nas redes que ficam dentro d’água ou praticar stand up paddle. E, é claro, você também pode descansar à beira do mar durante sua viagem para casal, curtindo a praia tranquila e a água quente com seus tons de azul junto ao seu(sua) parceiro(a), ou degustar a gastronomia local, rica em pratos com frutos do mar.

Você perceberá que não há um grande investimento em infraestrutura na região, o que não quer dizer que você não encontrará conforto. As opções disponibilizadas são simples, afinal, a vila de Maracajaú busca manter suas características naturais originais, priorizando a preservação do ambiente e integrando-se ao ecossistema local.

Dessa forma, os hotéis e restaurantes são cercados por coqueiros, dunas e construções rústicas, e a mão de obra é oriunda dos nativos da região, cuja economia principal se baseia na pesca e no turismo.

E para concluir…

Nossa dica para garantir uma experiência incrível em Maracajaú é contratar um passeio de barco com pelo menos um dia de antecedência, consultando a tábua de marés para garantir que o trajeto possa ser realizado. Se você procura uma viagem para casal, o Caribe brasileiro é um destino perfeito para curtir com o seu amor em um lugar paradisíaco e com diversas opções de passeios turísticos. 

Seja uma viagem em família, viagem para casal ou até mesmo sozinho, nosso blog te ajudará a escolher os melhores destinos para as suas férias. Se inscreva em nossa newsletter e confira os outros posts sobre viagens da Parrachos! 

rn
Posts relacionados

Deixe um comentário